Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Céu encoberto de tom cinza,
Nuvens aprisionam,
Roubam o ar que respiras.
Alma inquieta bate no peito,
Misturam-se palavras ao seu jeito.
Olhos de brilho tristonho,
Carregado de lamúria amargurada,
No peito como concha,
Esconde a pérola da alma.

Momento solitário,
Nele te manténs intocável,
Ainda que anseies por abraço,
Repeles o carinho dedicado,
Recolhido, encolhido, abraçado às tuas pernas,
Negas o que anseias,
Ainda que oferecido o mundo,
Que oferecido dos céus o encontro
Com o amor de todos os anjos.

Momento de alma surda,
A música perde a melodia,
Das notas a harmonia,
E outra canção se faz, emudecida,
Feita do canto da agonia.
Onde a vida às mãos escapa,
O desejo que tudo acabe se revela,
Dentre pensamentos de tristeza,
Que o fim consolo seja.
LuRubia
Enviado por LuRubia em 06/07/2006
Reeditado em 28/05/2010
Código do texto: T188484
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuRubia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
229 textos (8236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:24)
LuRubia