Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Torre do Relógio

Olho pro meu braço sem
Relógio.

Onde você está?

Badalam os três relógios
grandes da minha sala
de estar.

Onde você está?

Os meus relógios
 Fantasmas.

Onde você está?

O tique-taque do Relógio
quebra o silêncio titânico.

Onde você está?

De titânico tão estático.

Onde você está?

Tão estático e verde,
o tempo ainda é esperança.

Onde você está?

As engrenagens mordem-se
umas as outras, roem-se
incessantemente, do meu lado.

Onde você está?

O tempo é agressivo.

Onde você está?

Eu te espero sentado, com
meus olhos já cansados./

Onde você está?

Minhas mãos quase param,
quem sabe agora desafiando
o tempo, que não descansa
e pelo menos agora minhas
mãos não o alcançam.

Onde você está?

O ponteiro grande, muito rouco,
disse o número dez

Onde você está?

E já acenava ao passar
pelas onze

Onde você está?

E resmungou o doze, e o
ponteiro menor, saiu de
sua guarda.

Onde você está?

Cem pedaços da noite nas
minhas mãos, e onde você
anda?

Onde você está?

O vento canta a torre do relógio
A torre do relógio permanece
Regendo o mundo, e eu faço
 parte dele

O teu nome...

A torre

O teu nome...

Permanece no lugar.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 08/07/2006
Código do texto: T190022

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:40)
Andrié Silva