Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu nada sei dizer...

Por caminhos onde não andei, nem almejei estar, estava você ao me olhar...
Temendo então, sorrir ao cantar, temi você sem me notar...
Sem mais novos caminhos, sem nada mais a falar, persuadi minh'alma, sem ao menos lhe ver sonhar...
As verdades já esquecidas me fazem crer que é utopia que traz você, em seu olhar...
Tudo que pensei, pelos sonhos que sonhei, perdi virtudes ao aceitar você, que consigo traz a revolta de um sorriso que nada sei ao te esperar...
Ao contestar frases que fizeram me perder, vejo é você a me dizer o quão ridículo foi me ter...
E ao ter em mente novas fontes, dedico a você, meus tênues e robustos desejos encerrados então, por forças incapazes de conter a realidade que ausentava você!


27/01/06
Tatiana Marques (Tath)
Enviado por Tatiana Marques (Tath) em 09/07/2006
Reeditado em 09/07/2006
Código do texto: T190647
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Marques (Tath)
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 28 anos
554 textos (19859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:08)
Tatiana Marques (Tath)