Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Que a tristeza me desculpe,
Que a saudade me perdoe,
Mas a minha ansiedade não resiste
a beleza da vida,
não suporto a angústia, e para mim,
A solidão tem cheiro de naftalina.

Não adianta, eu e a tristeza não combinamos,
Eu gosto de alegria,paixão e muito tesão.
Beijo na boca ,dançar cantar e ate um foro.
Ela quer a prisão, e eu a liberdade,
Ela ouve músicas que trazem lembranças,
Eu canto a esperança...

Sem esquecer da própria felicidade,
Descobrimos finalmente que o amor é um dar-se sem fim,
é Um querer além do querer-se,
Um encontro com a própria alma,
Que suspira apaixonada pela presença de outra alma,
Almas que se encontram na caminhada,
Na longa estrada,que insistimos em chamar de vida.


Hedi Diniz
Enviado por Hedi Diniz em 15/07/2006
Código do texto: T194397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hedi Diniz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 58 anos
1078 textos (99079 leituras)
1 áudios (264 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:24)
Hedi Diniz