Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Ninguém sabe"

Está bem então,
Já que é assim que desejas.
Já que não me escutas.
Se achar que não precisa ir á luta.
Pensa-se assim
Sem nem tentar
Pelo bem da vida
Derrubar seu sangue.
Mas...
Achar apenas
E dizer a mais.
Não faz
Para poder gritar
E estilhaçar o erro
Sem nem saber
Para onde ir.
Tentando sobreviver
E já que é assim
Não da mais para falar
Nem criticar
Sempre a representar
Sempre a se cansar,
A diminuir.
Então, para onde iremos?
Aonde você vai?
E qual,
Para apenas.
Enfurecer!
Nem nada,
Giros.
Tortura.
E você nem vê?
Você nem sai?
Oque você faz?
Sabe para onde vamos?
Vai tentar?
Pois simplesmente
O tiro disparou
E a corrida não existia.
Apenas livre
E não,
E nunca,
Mas agora.
O que de Souza
Enviado por O que de Souza em 18/07/2006
Reeditado em 22/08/2006
Código do texto: T196326
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O que de Souza
Curitiba - Paraná - Brasil, 29 anos
335 textos (8757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:45)
O que de Souza

Site do Escritor