Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma lágrima

(1974)


A madrugada vai embora,
Deixando o sol cor de sangue no nascente.
O horizonte fica vermelho,
À grandeza do sol.
Eu observo esta cena,
Do sol a nascer.
Na praia estou,
A brisa leve e pura,
A água azul cobrindo meus pés.
Não quero pensar em nada,
Tamanha é minha paz.
Uma lágrima rola pela minha face...
É a emoção que faz essa lágrima rolar.
Penso em tantas coisas...
Alegria, paz, amor, tristeza, emoção.
Surgiu o sol completamente,
E penso então na grandeza da criação de Deus.
Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 18/07/2006
Código do texto: T196352

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21460 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:27)
Edilene Barroso