Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinhá-poesia

Aconteço de existir em vão
Pro(penso) à moral desiludida
Vou, no vôo sinfônico da razão
enquanto cantas "solita" minha vida.

Tom argentino da rouca voz
que tens da desgraça porventura
de mim és dona poesia algoz
e minh'alma embrenha à loucura.

Tua rima teu prazer e teu escárnio
rouba a cena e minha vida dita-regra
entorpece minha sede; burla o meu crânio
e vomita as palavras e segrega.

Meu viver sob vossa sala
sou cativo embranquecido
Nas entranhas da tua senzala
me faz poeta e me deixa esquecido.


Silva Neto
Enviado por Silva Neto em 18/07/2006
Código do texto: T196553
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Silva Neto
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 43 anos
117 textos (33479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:36)
Silva Neto