Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

obviedades

esperto é o cordeiro
que não acredita em dinheiro
esperto é o orvalho,
com mais sabor que o capricho

esperto é o jiló
que nunca se sente tão só
esperta é a araruta
que nunca foi filha da várzea

esperto é o cachorro do mato
que nunca assinou um contrato
esperta é a Antonieta
que nunca lavou a boneca

esperta é a curva do vento,
dos sonhos o grande alimento
esperta é a mente fecunda
que traça o perfil de uma bola

esperto é o doce de mel
que nunca encontramos no céu
esperto é o sabor do caju
que agrada a quem toma no copo

esperto sou eu que te encanto
com as obviedades da moda
enquanto te espero no canto
pra terminar nossa fome
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 19/07/2006
Código do texto: T197012

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144471 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:25)