Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAMINHOS SEM AMANHÃ

O SOL, A LUA E AS ESTRÊLAS,
PERDERAM A CLARIDADE,
O MAR SECOU COM A ESTIAGEM,
AS FLORESTAS QUEIMARAM-SE...
NÃO EXISTEM MAIS RIOS NEM LAGOS,
SÓ O FRIO DO INVERNO NAS CIDADES.
FECHARAM-SE OS OLHOS PRA REALIDADE,
A VOZ FEZ ALARDE, A AMBIÇÃO FOI MAIOR,
OUVIDOS SURDOS, OLHOS CEGOS,
PRO CAMINHO DA HUMANIDADE,
PRA QUE DINHEIRO AGORA?
A ALEGRIA DO CONSUMISTA FOI EMBORA.
NÃO ESPEREM MAIS A PRIMAVERA,
NÃO EXISTEM MAIS FLORES,
TUDO MORREU, AGORA É TARDE!
INCONSEQUÊNCIA QUE A HUMANIDADE ABUSOU,
NEM RESTOS, NEM SOBRAS,
NINGUÉM INTIMIDA-SE COM O HORROR,
SOMOS PRISIONEIROS DE UMA VIDA SEM AMANHÃ,
NÃO HAVERÁ MAIS AURORA,
SÓ CAMINHOS SEM VOLTA,
PERGUNTO-LHES: E AGORA?



18/07/06        TEREZA NEUMANN
Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 19/07/2006
Reeditado em 11/03/2009
Código do texto: T197522

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15748 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:49)
Tereza Neumann