Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos para declamar

Como é estranho estar
diante do meu próprio ser;
derramando tamanha emoção,
arrancando do meu coração,

versos que não quis guardar.
Palavras que temo escutar,
gritos que ecoam e são:
espelho, som, tradução.

Traduz-se nesse poema
o meu mais profundo sentir.
Viceral, intenso parir
de alma louca a vagar;

Procurando um canto, um lugar,
que abrigue tanto penar,
que acalente os pés desnudos;
calejados, cansados de andar.
Mari Mérola
Enviado por Mari Mérola em 20/07/2006
Código do texto: T198020
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mari Mérola
São Paulo - São Paulo - Brasil
29 textos (2261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:11)
Mari Mérola