Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENSAMENTOS II

Algumas coisas acontecem e pensamos:
_Será que precisariam acontecer ?
Algumas coisas me vêm à cabeça e me pergunto:
_O que há de ser ?
Penso no que somos
E eu não sei em nenhum momento
Explicar o que penso:
_Podemos ser apenas um vento passageiro
que balança as árvores e fazem ruídos
Podemos ser uma brisa suave
Que molha sem causar danos
Ou uma tempestade arrasadora
Podemos ser uma grande árvore
Cada galho, cada folha, cada fruto
Ou uma pequena planta no meio do deserto esquecida
Podemos  ser o que não há de entender
Podemos ser uma pedra esculpida por mãos divinas
Podemos ser uma história sem fim
Uma idéia fixa
Um projeto inacabado de um cientista maluco
Ou um livro fechado
Esquecido numa estante
Um caderno velho que queimara
E as cinzas jogadas no rodapé de um enorme Jequitibá
Como adubo ou como veneno
Podemos ser uma construção
De um operário de Deus
Uma poesia, uma música, um teclado
Manuseado por dedos do além
Uma flauta, uma lenda indígena
Podemos ser um relógio preso ao tempo
Ou o tempo preso a um relógio
‘Podemos ser um arco-íris
Com um enorme tesouro escondido no fim de nós’
Um eclipse
Um navio navegando sem saber quando parar
E, conseqüentemente, irá naufragar
Podemos ser um avião enorme
Que decola, mas não sabemos quando vai aterrissar
Ou cair...
Podemos ser uma lousa de um professor
Na qual escrevem nossos destinos
Soma-se nossos momentos
Subtrai nossas vidas
Divide-se nossos problemas
E multiplica-se nossa fé
Podemos ser a inteligência
Ou a ignorância
Podemos ser uma igreja
Um fiel, um padre, um religioso ou um ateu
Podemos ser um campo
Pássaros, felinos, mamíferos ou um ser humano
Podemos ser um desempregado
Ou um trabalhador,
A felicidade, a tristeza, a riqueza ou a miséria
A satisfação ou  a fome
Podemos ser a verdade ou a atualidade
A mentira ou o passado
O amor ou o ódio
A fé ou nada
Podemos ser a cria ou criadores
Podemos ser filhos ou pais
Podemos ser como somos ou sermos mais...
Podemos estar certos ou errados
Podemos entender ou confundirmos
Podemos pensar ou fugirmos
Podemos ser alguém ou estarmos esquecidos
Podemos ser a vida ou a morte
Podemos estar vivos ou mortos
Termos poder ou não
Podemos ser apenas um lápis escrevendo
Prevendo , contando uma história
Profetizando...
Podemos ser um espelho
Apenas um som, um grito, uma imagem, miragem
Podemos ser uma dança que baila no ar
Um beija-flor
Uma flor carnívora ou rosas em armas
Apenas um passarinho
Podemos ser o chão que é pisoteado
Ou o céu  que não é alcançado
Podemos ser o afeto, o carinho
Ou o desespero e o orgulho
Ou a humildade...
Podemos ser o pecado ou um anjo
Podemos ter um buraco em nossa alma
E o mundo no estômago
Podemos ter planeta dentro de cada um de nós
Sermos personagens do fim dos tempos
Podemos criar um mundo próprio, imaginar tudo
Sermos livres como um pássaro e voar
Batendo as asas como um anjo
Voando com um ideal
Que não sabemos, na verdade imaginamos:
_Nascemos sem asas mas voamos nos nossos sonhos!
Podemos ser pessoas que amam uns aos outros
Podemos ser irmãos,
Uma única banda de rock and roll dividindo o mesmo palco
Ou uma única família vivendo na mesma casa
Que é o mundo...
Pois somos filhos do mesmo pai.
Damaso
Enviado por Damaso em 21/07/2006
Reeditado em 17/07/2007
Código do texto: T198566
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Damaso
Rio Manso - Minas Gerais - Brasil, 34 anos
326 textos (17041 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:24)
Damaso