Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECUSO-ME.../_YO OPONER = TÂNIA AILENE

RECUSO-ME
TÂNIA AILENE
 
Em aceitar que o mal vença o bem
onde nossos sentimentos
são expostos como troféus
por barganhas de uma amizade
ou até mesmo por traição...
Que valor moral tem
 aquele que julga
 ser melhor quando na realidade
não se enxerga
como um ser humano...
Honestidade, amizade, compreensão,
ficando no vazio
esquecida pela indiferença
do poder...
Onde já não podemos dizer somos irmãos.
 Inimigos intímos declarados por opção...
Neste mundo desvairado
sujo de hipocrisia
com tanta sujeira escondida
por trás de amigos falsos...
Um dia a justiça será feita
voltarão ao pó e de lá
só sairão, quando aprender:
Que amor não se vende não!
 
_YO OPONER

TÂNIA AILENE

 En aceptar que el mal gane el bueno
 donde nuestras sensaciones
se exhiben como trofeos
para los negocios de una amistad
 o aún sin embargo para la traición…
Ese valor moral tiene
 aquél ese
 él mejor los jueces a ser cuando en la realidad
no si el enxerga
como un del ser humano…
Honradez, amistad, comprensión,
estando en el vacío
olvidado para la indiferencia
él a poder…
Donde no podemos decir ya somos hermanos.
 Los enemigos cercanos declararon por la opción…
En este mundo sucio
 del desvairado de la hipocresía
 con tanta suciedad ocultada
para al revés de amigos falsos…
Justicia día será hecha
 se volverá al polvo y
 se irán solamente allí, cuándo aprender:
¡Cómo amor no si vende no!
 
28/05/2006
TÂNIA AILENE
RIO DE JANEIRO
 
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 23/07/2006
Código do texto: T199847
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30278 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:41)
Tânia Ailene Nua Poesia