Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INTELIGÊNCIA




15/05/78.




Para que pensar?
Para que, se cada vez que eu penso, fico triste, magoada comigo mesma?
Percebo que nada faço de mais, mas se não fizesse,
o mundo cairia em cima de mim?
Para que pensar, se cada vez que levo um dia agitado,
sem tempo para mim mesma, fico feliz?
Me entristeço, quando vejo que aproveitei a rotina, as obrigações,
e não vivi minha vida.
O tempo escorreu pelas minhas mãos sem que eu fizesse menção de segurá-lo.
Meu cérebro dá voltas loucas, e nesses lances tenho medo de mim,
temo o meu futuro.
Para que pensar?
Chamam o pensamento de raciocínio, de inteligência, por que?
É sábio ficar com tédio? Com ódio e com medo?
Felizes os animais considerados irracionais, pois vivem suas vidas próprias,
e se obrigados a fazer algo, não se revoltam, porque não pensam.
Pra que pensar?
E fico triste ao saber que não sou irracional,
pois acabei de pensar em tudo isto.
Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 23/07/2006
Código do texto: T199889

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21460 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:20)
Edilene Barroso