Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trabalhador

Cinco da matina
O Galo canta eu me levanto
Pego minha toalha tomo um banho
E vou pro trampo

Essa é a rotina
De todo trabalhador
Que sai na correria
Pegando o trem lotado

Sem lugar pra por o pé
Sem lugar pra por a mão
E a roupa que tava passada
Amassa na condução

Quando chega atrasado
Leva bronca do patrão
Por um salário minímo
Sofre muita humilhação

Por isso o país
Deveria valorizar
O trabalhador
E não a ele humilhar

Com esse salário minímo
Que o próprio nome ja diz
Que deixa o povo individado
E vivendo infeliz

Salário minímo
Ah, nem sei se posso chamar
De salário
Isso que nem dá pra uma família sustentar

Mas como já disse
Eu sou trabalhador
E ainda tenho esperança
Que um dia valorizem esse povo sofredor!
Carlinhos ZL
Enviado por Carlinhos ZL em 23/07/2006
Código do texto: T200329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlinhos ZL
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
27 textos (2983 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:52)
Carlinhos ZL