Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

vermelho, vermelho

bota pra quarar
o que vou dizer
eu não vou ficar
sem o que comer

tomei guaraná
pra fortalecer
se você deixar,
vai acontecer

já mandei fazer
a decoração
pra te receber
com empolgação

tenho de montão
vinho Chardonnais
pra molhar tua mão
e depois teu pé

quero te encharcar
com o meu prazer
pra você lembrar
e não me esquecer

vou querer tomar
junto com açaí
Red Bull, o mar
vou pintar de azul

eu vou te esperar
lá na estação
se o trem demorar
crio confusão

pago sugestão
para quem quiser
eu não fico não
sem essa mulher

veja então, meu bem
o que vai fazer
porque não convém
se arrepender

catuaba, chá
de manjericão
tudo o que pintar
não dispenso, não

não posso é frustrar
a aparição
de quem vem purgar
o meu coração

que só é feliz
se você vier
ou quando vem e diz
que ainda me quer

espero terminar
essa oração
com a obrigação
de te garantir

que eu não vou fugir,
pois não vai faltar
o maior tesão
que já reuni

você vai me dar
como nunca deu
e o sonho meu
vai realizar

e vai alegrar
todo o meu viver
vou até gostar
se depois morrer
 

Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 24/07/2006
Reeditado em 24/07/2006
Código do texto: T200497

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:31)