Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MALDITA PULGA


Estava cheia de sono
Resolvi ir-me deitar,
E uma pulga se lembrou
De me começar a picar.

Acendi a luz p´ra ver
Se a conseguia apanhar,
Mas estava sempre a fugir
Não se deixava agarrar.

Sempre aos saltinhos
Marota que me fugiu,
Eu não a apanhei
E ela quase me engoliu.

Fiquei toda mordida
Pobre de mim coitada,
Ela de barriga cheia
E eu toda picada.


Biazocas
Enviado por Biazocas em 26/07/2006
Código do texto: T202336
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Biazocas
Portugal, 65 anos
424 textos (15835 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:55)
Biazocas