Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divagando

Meus versos emudeceram,
No atropelo do dia a dia,
O coração vazio grita,
Que o tempo passa ...voa...
E que ninguém deve esperar,
Pois as lembranças irão se apagar,
A memória com o tempo titubia,
Somente as marcas profundas ficam,
Existem pessoas que se eternizam,
Numa profunda e terna saudade,
Outras com imensa tristeza,
Por sorte estas logo esquecemos,
As vezes tornam-se apenas letras,
Guardadas em versos de dor,
Mesmo tendo sido um grande amor,
Assim, hoje vejo-te desaparecer,
Em  melancólicas letras,
Meu eterno poema de adeus.

26/07/06

Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 26/07/2006
Reeditado em 27/07/2006
Código do texto: T202594
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
665 textos (37145 leituras)
33 áudios (5813 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:47)
Sonia Ferraz

Site do Escritor