Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio da fala

( Débora Acácio 25/07/2006)

O silêncio da fala é nulo
Composto...
De nada mais do que gestos...
Ações...
Atitudes...
Reações...

Suor...
Lágrima...
Sorriso...
Choro...

Na língua muda e universal
O silêncio diz tudo.
Invoca respeito...
Medo...
União..
Lembrança...
Homenagens póstumas...
Nas tumbas desgraçadas,
Fétidas da vida
o silêncio mudo...
Clama por justiça...
Não essa dos homens vergonhosa ,
Falha e comprada...
Nada!
Esperamos

silêncio
....
vazio
....
Imenso de medo
....
Mas na justiça divina
....
Anos podem se passar
Mas cada ceitil um dia iremos
Pagar...

O silêncio continua...
Transmutando-se
Em cor...
Em sabor...
Am amor...
Em desamor...
Mas mudo
Imerso em sentimentos
Falando tudo...
Dizendo tudo...
Clamando tudo..
Rimando.
Tomando forma.
Ressuscitando...
Surgindo das cinzas...
E sendo sempre
Um silêncio...
mudo
Que sempre fala.
Débora Acácio
Enviado por Débora Acácio em 27/07/2006
Código do texto: T203317
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Acácio
Salvador - Bahia - Brasil, 44 anos
557 textos (18498 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:19)
Débora Acácio