Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Terra do Corgo das Bosta

Lá pelas bandas de Guaxupé,
tem uma cidade que vive do café,
que te juro, não é galanteio,
é muito bela e tem um corgo no meio.

Esse corgo é famoso por natureza,
que o fez com extrema beleza,
e mesmo responsável pela limpeza,
ainda mostra suas águas com gentileza.

Cidadão antigo, é conhecido como “Corgo das Bosta”;
que o povo a toa conta história suposta,
de um doido que da ponte pulou por causa d’uma aposta,
mas coitado, claro, só encontrou bosta.

Em seu curso há uma terra doce e gentil,
com ruas antigas e gente com graça,
que na saudade lembra a época juvenil,
dos namoros e da quermesse da praça.

Lá o tempo não corre,
assim como o corgo que não morre,
tudo sempre do mesmo jeito decorre:
sempre igual como a água que só vai, escorre.

A cidade que tem esse corgo no manto,
que talvez duvides do nome desse filho por espanto,
é pequena de tamanho e grande de encanto,
está no pé da serra e tem nome de Monte Santo...

Te juro, não é galanteio,
Essa terra é muito bela
e tem um corgo no meio.
zci
Enviado por zci em 30/07/2006
Código do texto: T205549
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
zci
Monte Santo de Minas - Minas Gerais - Brasil, 33 anos
4 textos (191 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:51)
zci