Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marcas Que Ninguém Vê

É sábio entender que a vida
É mistério que ninguém desvendou
Não se deve lastimar a partida,
Tampouco os sonhos que se sonhou.


Somos areia para o tempo,
Refúgio para quem chegar.
Somos escravos de sentimento
Somos um nada que quer se dar.


Há quem diga ser exato,
Mais ainda há de entender
Quão cruel...ou insensato
Por amor se pode ser.


Não é bastante a realidade
Pra mostrar quão são felizes
Os que voam com liberdade...
Não possuem cicatrizes.


Mas,dessa vida,o bem que quero
Não é que me falte a emoção.
Do que posso ser, assim espero
...Seja sincero meu coração.


Se me restar algum pesar,
De me revelar...ter me arriscado,
É de que possa se machucar,...
por amar-me,quem tenho amado.






Heli Paula
Enviado por Heli Paula em 30/07/2006
Reeditado em 30/07/2006
Código do texto: T205556
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heli Paula
Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro - Brasil, 38 anos
225 textos (9589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:24)
Heli Paula