Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Café para o meu ego

Café para o meu ego
===============ErdoBastos
 
Garçom, por favor!
Passe um pano aqui na mesa
E ligue o ventilador
Pra me refrescar a beleza
 
E feche a janela deste lado
Que o calor está de rachar
Já estou bem encalorado,
Sem o sol pra  me queimar
 
E me traga uma média com leite
Feita recém, não requentada
Três fatias de pão quente
Com manteiga bem espalhada
 
Por favor, traga também
Um palito e um guardanapo
Do modo como convém
A alguém de fino trato
 
Peço que também me traga
Que pode ser necessário
Um copo e uma jarra com água
Do tamanho de um aquário
 
E eu vou me inteirar das noticias
Lendo aqui o meu jornal
Saber do “grand monde” as malicias
Ver se saí na coluna social
 
Não deixe que ninguém incomode
O meu momento matinal
Ontem bebi até “mijo de bode”
E preciso voltar ao normal
 
E me dói o corpo todo
A cabeça quase explode
A boca tem gosto de lodo
E um tremor que me sacode
 
Só isto me cura a ressaca
Da bebedeira de ontem
Ou  a enxaqueca me ataca
Antes que os neurônios voltem
 
E preciso estar bem, e depressa
Pois vou encontrar meu amor
E este mal, talvez me impeça
De satisfaze-la a rigor
 
Ela é uma mulher exigente
E está mal acostumada
E se eu não for eficiente
Pode não sentir-se amada
 
O que seria desastroso
E faria mal pro meu ego
Que tem um jeito manhoso
Se acaso algo lhe nego
 
E a maior satisfação
Que meu ego contém
É a fama de garanhão
Que o dono dele mantem
 
Eis aí a importância que tem
O papel do garçom nesta hora
Desabafo, me alimento e saio bem
Do jeito que meu ego me adora!
 
Café, leite, pão e manteiga
Desjejum que faz muito bem
Servido a rigor, e chega
Vale como terapia também
 

ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 31/07/2006
Código do texto: T205673

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36903 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:45)
ErdoBastos