Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Soltando as Amarras"


Façamos de conta que o hoje

Fique apenas eternizado

No fundo de nossos olhos

Que vê tudo extasiado.

 
Soltarei primeiro os cabelos

Que há tempos prendo com laço.

Tirarei os meus sapatos

Que é bem melhor ficar descalço.

 
Vou esquecer que fui gente,

Pois, de hoje em diante,

Do meu passado

Eu me desfaço.


Não querendo, mas fazendo,

Despeço-me dessa baderna.

Vou mesmo é levantar asas,

E bater em retirada.


Há quem goste e por aqui fica.

Mas eu já ando tão cansada.

Quem sabe num dia desses

Amanheço acorrentada.

 
Vai saber? Vai saber...

Eu é que não pago esta conta

De incompetentes estou farta!

Quero os meus e eu, contentes

Da rotina me cansei.

Tantos danos me causei.

Vou me embora, sem destino

Não fico mais aqui não.

 
Tanto falam, tanto cobram.

Mas na hora de fazer... Cadê?

Eu quero é soltar as amarras!

E Você?

 

Eliana Braga
Gaivot@
19/09/05
Campinas/SP/Brasil

Gaivota
Enviado por Gaivota em 01/08/2006
Reeditado em 01/08/2006
Código do texto: T206681
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gaivota
Campinas - São Paulo - Brasil
115 textos (4906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:42)
Gaivota