Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CERTO E O TORTO

Não olhe prá mim,
que sou roto,
tampouco me siga,
que sou torto.
Não dê seu amor
que não preciso,
sou mais um ator
no choro, no riso.

Não falo tudo,
digo aos poucos
e quase mudo,
sou verbo louco.
Acompanho agora
que sózinho estou,
depois mando embora
ou então, me vou.

Inocente, esperto,
busco e procuro
à todo instante,
que por certo
até no escuro
sou viajante.

E meio louco,
meio crente,
meio ateu,
vou assim devagar
prá quem sabe
um dia encontrar
um abençoado deus.
Riva
Enviado por Riva em 02/08/2006
Reeditado em 02/08/2006
Código do texto: T207637
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Riva
Peruíbe - São Paulo - Brasil
1075 textos (31486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:36)
Riva