Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não amar.



Grilos...
Ossos do oficio.
Como querer saber?
As asas não planam...
Todas as fortalezas já foram invadidas;
O pão hoje é puro fermento,
O queijo de cuia perdeu o gosto,
Cadê o aroma do café?
Ovo desonerado,
Tudo pode ser gordura trans.
Um câncer que acaba
Com qualquer um.
O mundo futura-se em progressos
De homens doentes
Que constroem
Para ninguém.
As lembranças ficam...
Porem, sem valores.
Hermínio Castilho Dosa Murta Parto,
Trabalhou muito,muito mesmo,
Nem a sua família resistiu,
Mas, existe.
Mas, quem foi?
Nunca falaram dele,
Nem ouviram dele falar.
Não foi ninguém.
Os anos se passam...
Estamos aqui, hoje
E não estaremos aqui, amanhã.
Quem somos nós?
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 05/08/2006
Código do texto: T209896
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:11)
Condor Azul