Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




" ELA  LEVOU  O  AMOR"

Evaldo da Veiga



Aquela alegria que os amigos elogiavam
e o pessoal de casa dizia graças a Deus.
Aquele papo aprofundado, narrativa vivaz,
que no bar diziam, ele sabe dizer.
Aquelas defesas de tese que encantavam os justos
e a vizinha esperava mais uma vez...
Aquela roupinha bem transada que aos domingos
era elogiada na Praça...
As fotos do lambe lambe no amarelo colorido
ficando sob o vidro da máquina...
Tudo isso ela seqüestrou no invisível
e, testemunhas então, nem falar...
A crença em São Jorge,
N.S de Nazareth, Ogum e Xangô,
ela pediu ao cavalo no Centro do outro lado,
que incorporasse e desse o recado:
que ele não tenha, dia útil ou feriado...
Aqueles anseios desde a juventude,
estar coeso na oposição aos males,
ela tentou corromper um esperto com cem mil,
mas viram o volume da grana na cueca...
Chamaram os Federais,
foram presos, ela e o Vereador,
mas no fim da tarde soltos por hábeas corpus...
Sem solução na justiça, juizes desajuizados,
ele foi ao Centro Forte do Pai de Santo Djalma,
e pediu: quero a Selminha estéril,
ss políticos castrados, 
e  esses canalhas,  
nem no próximo inventário.

evaldodaveiga@yahoo.com.br





Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 06/08/2006
Reeditado em 23/05/2011
Código do texto: T210254

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:10)
Evaldo da Veiga