Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem sou ...


Eras meu amigo, cri em tuas palavras, segui teu caminho...

Viajamos levando a boa nova

Atravessamos vales, rios e subimos montanhas

Adentramos em cidades e favelas

Como um Salvador eras ouvido

Às vezes aplaudido, outras rechassado

Toleramos as injúrias , as difamações

Fomos presos, processados, julgados e inocentados

Continuamos na árdua luta

Acreditávamos estar com a verdade

Nada nos impedia

O sofrimento alheio nos impelia

Perigrinamos pelo pó das estradas, comemos poeira

Gastamos no alfalto, solas de sapato , chinelo e alpercatas

Vimos horrores, aplacamos dores

Esse era nosso objetivo

Fazer mudanças era imperativo

Para o povo, o lenitivo

Nós éramos a esperança

Do velho, do adulto, da criança

Assumiste o poder

Nos separamos

Não por mim...  por voce

Alçaste voos cada vez mais altos

Já não te via

Já não te ouvia

O remédio não veio

A comida não veio

O emprego não veio

A ajuda não veio
A corrupção cresceu, se tornou alarmante

Nossos irmãos reclamam

Nossos companheiros reclamam

Tu te tornaste surdo

Dizes não saber de nada

O que antes parecia absurdo

A miséria mata

A dor é atroz

O abandono dói

O desprezo destrói

A mentira não mais se sustenta

Tua voz já não mais acalenta

Então, descri.

Sei que não lembras de mim e se corrói

Em saber quem sou...

Não te preocupes, nada de novo . . .

Sou apenas ...  o teu povo!

GDaun
Enviado por GDaun em 07/08/2006
Código do texto: T210837

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:06)
GDaun