Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Rio...


Amei tal qual água corrente
Que passa ligeira nas barreiras
Deixando sinais molhados
Para em poeira se transformar
Sendo apagado com o vento.

O tempo passou correndo
Hoje em seu rastro vou atrás
Contra a corrente das águas
Que não votam jamais
Tento mergulhar a solidão

Águas que encantam
Serenas, ligeiras e vezes profundas.
Em seus segredos muitos adeus
Meu corpo tão navegável
Sente o peso, ora ancorado.

Rio de vastas paisagens
De tanto calor e nevoeiros
No auge das tempestades
Aumenta seu volume
Em disparada engole tudo

Nessas águas revoltas naveguei
Arrastando corações
Sem a menor contemplação,
As sementes que germinaram
Muitas delas nem sei se vingaram.

Sentado à beira do rio
Observo triste seu remanso
Uma folha passeia calmamente
Pássaros sibilam em qualquer canto
Na minha mente maior rebuliço...
 
Jamaveira®

Imagem: DoGoogle

Jamaveira
Enviado por Jamaveira em 07/08/2006
Reeditado em 02/08/2012
Código do texto: T211342
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamaveira
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 62 anos
1943 textos (96000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:22)
Jamaveira