Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA_DA_VIDA ( 01/06 DIA DOS MENINOS DE RUA )

O meu pai, é um alcóolatra,
 minha mãe, uma viciada,
 a minha casa, é a rua,
 é nela , que sou criada.
 
 Agora, só tenho onze anos,
 nunca tive infância, nunca fui feliz,
 e, na escola da vida,
 aprendi a ser uma pequena meretriz.
 
 No meio dos adultos,
 só escuto se falar,
 a prostituição infantil , é crime,
 o que será que isso quer dizer,
 se, os homens que têm poder,
 nada fazem prá isso não acontecer?
 
 E, continuo ligada ,
 no que o povo grande fala ,
 as crianças, têm direitos,
 direitos... não temos é nada!
 
 E, vamos crescendo e sentindo,
 no corpo frágil, ainda nem desenvolvido,
 a tristeza, e, a dor tão grande,
 de  se ter ao mundo vindo.
 
 Os fortes, que são os ricos,
 trancados em suas mansões,
 são um bando de corrúptos,
 mais bandidos que os ladrões,
 pois, roubam tudo de nós os pobres,
 até mesmo, os corações.
 
 E, na minha inocência,
 fico à me perguntar,
 jogada ao relento das noites,
 onde é que eu vou parar,
 e, sinto brotar dos meus olhos,
 lágrimas de muita tristeza,
 de pensar que o meu futuro,
 é um futuro de incertezas.
 
 De repente, sou atraída,
 pelo barulho de um carro,
 é um homem bem vestido,
 agora, vou ganhar uns trocados.
 
 De dentro do carro me chama,
 faz um olhar de apaixonado,
 é hora de vender meu pequeno corpo,
 prá garantir meu bocado.
 
 Eu odeio esse País,
 e, choro depois do que fiz,
 mas, se não vendo meu corpo,
 como é que vou viver,
 se já não tenho família , nem casa,
 de fome, eu vou morrer!!!
florzinha
Enviado por florzinha em 31/05/2005
Código do texto: T21160
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Socorro Teixeira de Castro ( Flozinha)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
florzinha
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 64 anos
4138 textos (1194613 leituras)
5 e-livros (3402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:53)
florzinha