Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FERIDA ABERTA

...E o ódio segue a conspirar,
Cruzando as trilhas sangrentas
Banhadas pela intolerância.
Os exércitos e suas fileiras,
Ao ver dos tormentos humanos,
Avançam na contramão da razão.
Tão trágicas quão repugnantes
São as feridas ideológicas expostas,
Que não se curam, não se contentam.
Degeneram-se cada vez mais em atrocidades,
Reproduzindo-se cada vez mais
Em novas células já degeneradas,
Mortas pela mutação débil da mente humana,
Contaminando a sanidade ainda estéril,
Que se cala, que se omite...e não resiste.

cao souza
Enviado por cao souza em 08/08/2006
Código do texto: T211772
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cao souza
Belém - Pará - Brasil, 54 anos
143 textos (16384 leituras)
1 e-livros (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:03)
cao souza