Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POBRE POETA

Foram inúteis
tuas escritas,
falas mal ditas
por bocas fúteis.
Não te bastou
a riqueza d'alma,
até tua calma
te abandonou.

Tão fraco alimento
de falas e letras,
sugado das tetas
do triste alento.

Pobre poeta,
poeta pobre,
tua alma outrora
corria inquieta;
calada, quieta,
é triste agora.
Riva
Enviado por Riva em 08/08/2006
Código do texto: T211999
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Riva
Peruíbe - São Paulo - Brasil
1075 textos (31486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:00)
Riva