Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tantas águas





No frescor de águas limpas, transparentes
Fico a banhar meus pensamentos mais sombrios
A água lava e afasta assim da mente
Algo incerto e persistente
Um certo frio

Nas lagoas vejo todo o reflexo
Da beleza que em redor se acha
Nos rios sinto a correnteza de repente
Levar embora alguma tristeza
Alguma mágoa

São tantas águas que me fazem muito bem
No mar percebo toda a profundidade
Nas ondas  que espumosas vão e vêm
Vejo a vida com clareza
 Sem maldade

A chuva fria e bem quietinha quando cai
Traz também nas suas águas alguma benção
Os vendavais fazem a transformação
Com grande susto, formas diversas
Em aceitação

São tantas águas diferentes que preciso
São todas elas necessárias, penso bem
Por mais que viva sempre, sempre assim persisto
Como estas águas que passam, às vezes ficam
Algumas  vão, outras vêm.



(2006)
luferretti
Enviado por luferretti em 08/08/2006
Código do texto: T212174
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
luferretti
Limeira - São Paulo - Brasil
367 textos (13119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:28)
luferretti