Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Miragem movediça

O sol esta nascendo
Enquanto seus raios inundam a cidade
Eu caminho pelas ruas de pedra sozinho
O que eu consigo ver sao apenas meu rastros
Nenhum dos outros parece se importar
Tudo bloqueado, não existe carona
Com vontade de me repelir
Apenas quero sair saqui
Voce nao seria minha amiga?
Não consigo te ver chegar

Essa canção eu já cantei
É sobre destinos opostos
Que um dia tem que se encontrar
Pra mostrar para os outros
Que vale a pena amar
Não consigo ver isso
É confuso o que vou construindo
Apenas vejo todo o céu caindo

Não vivo longe de voce
Quando a chuva toca o solo
Vinda de meus olhos
Enquanto a neblina sobe
Vejo voce de novo na paisagem esnobe
Surgindo em preto e branco
Como um doce pesadelo
Voce ainda esta ali
Como quando te vi partir

Tudo destruindo
Enquando voce me toca
Eu penso ao contrario
E quando te beijo
Simplesmente volto ao passado
Relampagos e a chuva continuará
Entao deixa esse momento ser tudo
Não ligue para a luz que vai embora
Eu estou com voce agora

Miragem
Apenas mais uma pintura na parede
Na minha frente uma doença
E eu me traindo mais uma vez
Aquila Monteiro
Enviado por Aquila Monteiro em 09/08/2006
Código do texto: T212310
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aquila Monteiro
Itajaí - Santa Catarina - Brasil, 31 anos
30 textos (1253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:47)
Aquila Monteiro