Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
INSATISFAÇÃO


Tendo a musa perdido,

Fiquei sem inspiração.

Não sei se escrevo anedota,

Ou se faço oração.


Talvez escrever cordel

Até que acabe o papel.

Ou quem sabe então,

Escrever ficção.


Posso me tornar

Poeta de feira.

Escrever para alegrar,

Escrever apenas besteira.


Posso me sentar à porta da venda

Escrever para todos, por encomenda.

Escrever toda hora, todo dia

Idiotice com nome de poesia.


Posso tentar cantar em verso

A beleza do Universo.

Como posso por culpa tua

Fazer odes à Lua.


Talvez escrever literatura infantil

Fazer poesia pueril.

Uma poesia incípede

Do sapo que virou príncipe.


Mas esse tipo de coisa já foi escrito

Aí, então, bate o conflito.

E se eu escrevesse comédia?

Aí, sim , seria uma tragédia.


Existem coisas para as quais não tem solução.

Não adianta chorar o leite derramado, não.

Já que és especial, 

Mulher fatal

Não leves à mal

Não tendo remédio, 

Insisto no assédio !


GDaun
Enviado por GDaun em 09/08/2006
Reeditado em 28/08/2006
Código do texto: T212328

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:23)
GDaun