Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retirante




Esperança na partida, longe, fazer a vida

  Sonhos povoam a mente aguerrida

    Faria qualquer serviço honesto

      Pior que fosse, aceitaria sem protesto

       Jovem,  forte,  cheio de saúde a tudo me dispus

         Sempre no fim do túnel haveria uma luz

           Esmorecer jamais, o sucesso perseguiria

              O  trabalho mesmo duro, me satisfaria

                 Servi de ajudante de caminhoneiro
                   Assistente de serralheiro
                      Carreguei sacos na feira
                         Trabalhava a semana inteira

Não tinha dia de folga, nenhum

Sempre era momento de ganhar algum

                          O ganho era pouco, quase nada

                          Trampava de dia e de madrugada

                       Por vezes dormi na marquise, na rua

                       Por testemunha, a luz da lua

                    Pernoitei nos bancos da praça

                 Hoje rio, mas não tem nenhuma graça
 
              Comi o pão que o diabo amassou

            Em nada resultou

         Hoje velho e doente

      Para a sociedade mais um carente

   Cansado de luta inglória

Volto pra casa , sem vitória

  Cheguei na minha pequena cidade

     Esperava alguma novidade

       O que vi, à ninguém satisfaz

           Aqui também, o progresso andou para trás.





GDaun
Enviado por GDaun em 10/08/2006
Código do texto: T213061

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (43027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:47)
GDaun