Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 
 
 
 
DESENCANTADO

 
 
Na hora dúbia
quando amores se quedam,
os sentidos se ressentem
do silêncio dos toques...
 
Solitária, vago entre as noites frias,
 emoção sem fantasia
delira entre o imaginário
e a razão...
 
Na insanidade dessa paixão
um tempo impassível
em sua atemporal vigília
murmura que tudo foi em vão...
 
Ocultos nos escombros da solidão,
sonhos não mais floreados
misturam-se à orla infinda
dos sentimentos ora findos.
 
Alma calada,
atada às palavras silenciadas,
lamentos orvalhados
em olhares vagos...
 
Sons emudecidos,
imagens distantes...
Vagantes lembranças
em horizontes desconhecidos...
 
Vida em retalhos
na inconstância dos momentos.
Abandono
fecha todos os atalhos...
 
 
Flecha envenenada,
saudade cingida
que adorna a dor
do amor, que perdeu seu canto
e chorou desencanto...
 
 
19/05/2006

 
Anna Peralva
Enviado por Anna Peralva em 16/08/2006
Reeditado em 02/07/2011
Código do texto: T217496
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Peralva
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil
1582 textos (60707 leituras)
3 e-livros (572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:02)
Anna Peralva