Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Almas roubadas

             

Mais uma vez fomos enganados
Em inoperância vejo um povo sem esperança
Sem vontade mas com capacidade,de lutar por igualdade

Igualdade esta que não se conseguirá
Com a omissão generalizada
Pois este caminho me soa mais como uma burrada

Palavras falsas conseguem enganar
Almas roubadas,não podem mais vagar
Em passos largos,será que vai mudar?

Telas de tv,vejo meu sonho desaparecer
Programam nossas mentes,para que nada possamos fazer
Sem saúde e educação, o povo não tem ambição
Por falta de alimento,acabaram de matar mais um irmão.


                    Contribuição do meu Brother Manuel.
Júlio César
Enviado por Júlio César em 17/08/2006
Código do texto: T218823
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júlio César
Taubaté - São Paulo - Brasil
1 textos (61 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:25)