Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A T É Q U A N D O . . .


Logo cêdo vai ao centro da cidade

Nas bancas olha os jornais

Nas ruas as placas observa

Visita e espera em vários locais

Cruza com outros em igual situação

Procura inglória e insana

A busca por nova colocação

A dívida no mercadinho cresce

Sorte que o "portuga" é boa gente

Sabe e entende o momento

Sabe que não será inadimplente

Irá receber o seu, é questão de tempo

Tem profissão, tem vontade

Trabalhar não é sofrimento

Trabalhar é direito do cidadão

Procura vaga, mas em vão

Chega em casa ao anoitecer

Nada conseguiu, nem promessa

A mulher informa desolada

"a luz foi cortada"

na panela nem um grão

dorme com fome e na escuridão

a culpa não é sua

mas o destino é seu

pensa e reza com fé

faz petição ao Deus do céu

enquanto os banqueiros e politiqueiros
enriquecem

o povo vive ao léu.





GDaun
Enviado por GDaun em 19/08/2006
Código do texto: T219846

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:52)
GDaun