Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIO JAGUARIBE

RIO JAGUARIBE
(o entardecer)
Victor Jerónimo

Pequenas ondas beijam o madeirame do velho cais,
Pouco falta para que o velho Jaguaribe, se entregue no mar.
No sítio do Jacaré, todo o mundo espera o momento de soltar seus ais,
Até as garças levantam voo e nos saúdam no seu belo voar.

Um acorde de violino fere num momento o circundar do espaço,
Todo o mundo fica quedo e mudo escutando o som.
Os olhos, esses viram-se para o belo disco com raios de aço
E os acordes vão subindo, do violino, o Bolero de Ravel no seu belo tom.

O disco vai perdendo a sua força e termina seu dia em grande fulgor.
Um velho sem idade e vestido de negro, empolga-nos com seu violino,
E, finalmente, a Ilha do Stuart recolhe no seu seio todas as cores.

O belo entardecer vai lentamente dando lugar a uma noite sem lua.
E acordes lamentosos da Avé Maria elevam-nos em meditação,
É noite escura e pequenas ondas acariciam o velho cais.

07.10.2004
Victor Jerónimo
Enviado por Victor Jerónimo em 23/01/2005
Código do texto: T2199
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Jerónimo
Recife - Pernambuco - Brasil, 67 anos
82 textos (5679 leituras)
4 e-livros (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 22:29)
Victor Jerónimo