Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Filha Lu

 Te vejo um bêbe ainda,
 Teu mundo a desvendar...
 Revelando sua própria existencia
 Num simples balbuciar!
 Cai, levanta, chora, rir...
 Ainda aprendendo a andar!

 Te vejo na infância tão linda!
 Menina levada! traqüina...
 Te vejo curiosa, dengosa...
 Extremamente carinhosa!
 És minha princesa!
 Meu bem-querer!
 Assim vejo você.

 Te vejo na puberdade,
 Quanta mudança!
 É só vaidade...
 Querendo ser moça
 Mas, não tem idade!

 Te vejo na adolescência,
 Nos cantos a suspirar...
 Desejos, sonhos, paixões...
 É tudo urgência no realizar!
 Encontros... desencontros...
 Há sempre o que questionar!

 Te vejo com os olhos de mãe,
 Minha filha!
 Mesmo adulta como és
 Para mim tu serás sempre
 Minha linda e amada
 Menina!


Ps. este poema fiz para minha primogênita no dia em que ela completou 21 anos. Essa foi maais uma forma que encontrei para demostrar o imenso amor que tenho por ela.
 
 
Wall
Enviado por Wall em 21/08/2006
Código do texto: T221852
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wall
Feira de Santana - Bahia - Brasil
50 textos (3089 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:19)