Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Miragem

Onde está a amnésia no momento em que a procuro?
Será que ficou em meu quarto nas lágrimas que derramei?
Nunca hei de enxergar preso a esse denso escuro,
Quero esquecer que um dia eu te amei.

É o mesmo que gravar em pedra de argila
E editar com tinta-óleo em pele de carneiro,
Pois tua imagem linda ainda desfila
No universo de meu sentimento verdadeiro.

Mas se nunca, em minha vida, ter-te de volta como sonho,
Morrerei a míngua em sentimentos alheios
E não hei de sentir, a não ser nos versos que componho,
As suspensões dos pesadelos e as emoções que tanto anseio.
Eduardo Costa
Enviado por Eduardo Costa em 21/08/2006
Código do texto: T222018
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eduardo Costa
Fortaleza - Ceará - Brasil, 29 anos
18 textos (1086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:50)
Eduardo Costa