Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CARPINTEIRO


Os primeiros raios do sol

Já o encontra no apronto

Um gole de café ralo

Um pedaço do amanhecido pão

Marmita na mão

Esquadro, serrote e formão

O martelo no cinturão

Bolsa de pregos dependurada

Lá vai para mais uma jornada

Até o ponto, uma boa caminhada

"Busão" lotado

Trabalhadores esprimidos

Já suados

Na obra

Serviço de sobra

O trabalho é duro

Cortar serrar, pregar

Subir e descer

Encarapitar

A segurança é o cinto prender

O salário é mínimo

Mas está cheio de esperanças

Assegurar o pão das crianças

Ao contrário de muitos desempregados

Alegria e satisfação

De ao menos ter uma profissão!

GDaun
Enviado por GDaun em 22/08/2006
Reeditado em 25/08/2006
Código do texto: T222952

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GDaun
Lupércio - São Paulo - Brasil, 72 anos
653 textos (42998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:34)
GDaun