Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERIGOS DO MUNDO

HOJE PENSEI MUITO NO BEM QUE TE QUERO
NO MEDO QUE SINTO, DE NO MUNDO, TE PERDERES
SABER TANTO QUANTO SENTES, QUE TE VENERO
PRA QUE ME OUÇAS, LARGO TODOS OS MEUS AFAZERES

HOJE PENSEI MUITO, NO BEM QUE TE TENHO
E AQUI NESSAS LINHAS EU VENHO
TRAZER O MEDO QUE EU SINTO EM MIM
DOS PERIGOS DESSE MUNDO, SEM FIM

VI TEUS OLHOS MAREJADOS PELA DOR
SENTI DA VIDA, MURCHAR UMA FLOR
O CÉU ESCURECEU E PERDEU A SUA COR
E O MEU CORPO CANSADO, FOI PERDENDO O VIGOR

HOJE TE TENHO, MAIS FRACO E CALADO
OLHAR PERDIDO NO VAZIO ANINHADO
REFÚGIO DE UMA ALMA, TRISTE E ENEGRECIDA
PELA SAUDOSA FREGILIDADE HUMANA ESQUECIDA

OUTRORA BONS VENTOS AQUI SOPRAVAM
RELÍQUIA DE SONHOS DOURADOS
AGORA POR LÁGRIMAS, MEUS OLHOS SE FECHARAM
E NÃO ALMEJO, NEM SONHOS DE ENAMORADOS

CONTRÁRIO, TÃO SOMENTE A DEUS ROGO
A CURA DO MEU FILHO AMADO
POIS SÓ A ELE É QUE IMPLORO
POR ENTENDER O PESO DO MEU FARDO

ACEITAR OS DESÍGNIOS EU ACEITO
MAS A CADA INSTANTE UM POUCO, EU DESFALEÇO
CAMINHOS TORTUOSOS, QUE JEITO
SINTO QUE POR CAUSA DELES, ENFRAQUEÇO.
milizinha
Enviado por milizinha em 23/08/2006
Reeditado em 21/05/2011
Código do texto: T223302

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
milizinha
Rio do Sul - Santa Catarina - Brasil, 52 anos
637 textos (94435 leituras)
1 áudios (272 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:14)
milizinha