Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
poema solto

em uma nota da escola
em um afazer de casa ou um evento de família
cada coisa assim tão confusa não me sustenta
é a minha vida que me faz sorrir
são os pecados que ainda tenho que pagar

é a solidão que me acompanha tão tristemente
e eu aqui sentado, sem saber pra onde ir
o vento invisível dos maus espíritos me acompanha

a luz que muitas vezes eu penso em apagar
a final de contas não é assim tão legal de me ver na luz do dia

se tivesse um interruptor no Sol eu o apagaria
se minhas mãos não fossem assim tão pecadoras
eu teria erguido tantas outras obras

pra mim poder falar assim tantas coisas insanas
só eu mesmo assim tão banal pra acreditar nelas...

Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 24/08/2006
Código do texto: T224637
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70525 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:31)
Rônaldy Lemos