Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Certidão

No dia em que a vida me negou que o amor fosse possível
Lutei para não odiar ninguém
Pois mão é assim que vamos chegar no alto do lugar onde almejamos.

E no dia que o ódio chegou em mim
Desejei que estivesse morto
Por não querer que tal sentimento
Tomasse conta de meu ser.

Mas no dia em que perder a esperança,
Ainda não vou deixar de viver,
Dizem que não se vive sem esperança.
Pura tolice, quem é capaz não precisa de sorte,
Basta ser forte e os inimigos derrotar.

Na luta pela  vida não estou no primeiro lugar,
Talvez no último, pois assim
Vou querer ultrapassar meus adversários
O Álcool, a Palha, o Tabaco, a saúde precária
Sem meu... Amor!

JOAO PAULO PAIVA DE LIMA
Enviado por JOAO PAULO PAIVA DE LIMA em 25/08/2006
Código do texto: T224871
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO PAULO PAIVA DE LIMA
Juripiranga - Paraíba - Brasil, 30 anos
3 textos (26 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:18)