Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fim de um Sonho



(Ao amigo e renomado escritor Ronaldo Cagiano a última
             Inspiração do precário poeta)


Amigo, traguei a revolução repetidas vezes.
A caneta presa na multiformidade de minhas garras
Solavancaram insistentemente o determinismo marxista.

Como crer se no nosso caminho
De normas e justiça concretado
Incognoscíveis bestas humanas
Pulverizam a ciência e a lógica?

Ah! Cruel existência!
Dá-me alguns minutos de êxtase
No cheiro forte do cedro e do charuto...

Há em mim a impossibilidade de estar presente
Sem a leveza da mente entorpecida.
Postulados, teorias, manifestos...os sonhos amofinaram-se;
E assisto impassível o regozijo dos hediondos seres.

Ananda
Enviado por Ananda em 26/08/2006
Reeditado em 11/09/2006
Código do texto: T225533
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ananda
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 65 anos
18 textos (852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:51)