Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tarde de Mais



As tuas palavras sempre as mesmas
as minhas sempre tão emocionais
a gente não muda e os dias passam
e do que realmente temos medo?

Os teus atos sempre tão empolgantemente previsiveis
os meus atos sempre tão cruciais...
A gente não muda e a chuva cai
Do que realmente fugimos?

O teu olhar que entra a dentro, alcança a minha alma
a minha voz q tenta completar minhas ilusões sobre vc
Minhas perguntas tão inuteis sobre amor
tuas conclusões tão futeis sobre a nossa dor...

Que venha o vento e que venha vc
Que venha a chuva e que venha vc
Que venha as sombras e que venha vc
Venha...

Tuas conclusões tão inuteis sobre essa dor
Minhas conclusoes tão superficiais sobre essa dor
Tuas conclusões tão racionais sobre meu amor...

Ainda somos iguais...ainda somos iguais...
Mas é tarde de mais...???


(antiiigoo)
Alecrim Crim
Enviado por Alecrim Crim em 28/08/2006
Código do texto: T227365

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dou os créditos a Julhana Pohlmann pois só ela entende seus textos. Visitem seu site no Recanto das Letras!). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alecrim Crim
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 27 anos
374 textos (14585 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:41)
Alecrim Crim