Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Fardo

Trago nos ombros um fardo
Que me esmaga cruelmente
Este fardo gosta de mim..como desprezá-lo?
Não tem jeito e eu marcho tristemente...

Este fardo me adora mas não me compreende
Este fardo eu pus num momento impensado
Nos meus ombros vazios
Depois quis entendimento com ele
Mas ele não me entendeu...

Mas este fardo acostumou-se em meus ombros
Outrora vazios
E não será transportado noutros ombros
Ele não quer...
Fardo teimoso!
Amante do local adorado!...

Mas eu que o carrego me desespero
E as vezes ameaço!
O fardo chora..
Meu peito lembra então
O quanto este fardo tem sofrido comigo...

No deserto e na chuva
Nas jornadas mais ásperas da vida
Nas piores dificuldades
Quantas vezes ele me foi sombra
Nos momentos de dor...

Assim vou levando-o pela encosta
Sem me realizar
As vezes transvio como agora
Que observo o futuro
Negro e sombrio...

Pois o fardo de tanto me amar
Ficou meu fardo
Eu não tenho mais coragem de arriá-lo
Ele não me largará jamais
Eu não o deixarei nunca...

Fardo pesado e adorado
Que num momento impensado
Eu pus nos meus ombros vazios
Fardo que aquece as minhas noites de frio...
Fardo! Meu fardo!
Amante do local adorado...

AUTOR: ERONIDES CARVALHO - Participação Póstuma
Dos Poemas de Meu Pai


 
Dorothy Carvalho
Enviado por Dorothy Carvalho em 29/08/2006
Código do texto: T228011
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dorothy Carvalho www.dorothycarvalho.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dorothy Carvalho
Rubiataba - Goiás - Brasil
351 textos (53941 leituras)
1 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:21)
Dorothy Carvalho