Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doído

Atiradas minhas âncoras
Que rasgam o fundo do céu da minha boca
Tirando meu sangue
E colocando de volta
Sua água de boca.
Uma gota de vodca
Seria fatal e mal
Não bebo envelheço.
Bebendo só a ti
Apesar de ser quase tão
Áspero quanto o copo de vodca
Negado a uma hora atrás.
Sangro a três dias
Talvez seja o ciso
Arrancado doído.
Não quero, não me dê anestesia
A dor me faz bem
Me faça sofrer
É bom doer...
Liw
Enviado por Liw em 30/08/2006
Código do texto: T228979
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Liw
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil
31 textos (916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:45)
Liw