Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAVANDO A ALMA

Vou abrir a minha janela para o mundo,
Vou sair e deixar a chuva molhar o meu rosto,
E encontrar novos sonhos em meio a tempestade,
Lavar a alma em meio as ruas,
Observando outros olhares,
Nos becos onde a vida fechou as saídas,
Vou lutar somente por mim mesma,
Deixando o amor que senti ficar para trás.
Ferida aberta que há de se cicatrizar,
Pois o tempo é remédio para tudo,
Neste mundo há girar como roda-gigante,
Hora estamos embaixo, hora no topo,
Se hoje rastejo, logo serei borboleta,
Livre, enamorada pelos dias que me restam,
Livre de tantos enganos e mentiras,
Livre dos nossos sonhos,
Que finalmente hoje... morrem na chuva.

Sônia Maria Ferraz - Serei@SP
29.10.03
Sonia Ferraz
Enviado por Sonia Ferraz em 30/08/2006
Código do texto: T229015
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Ferraz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
665 textos (37146 leituras)
33 áudios (5813 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:16)
Sonia Ferraz

Site do Escritor