Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser subalterno da vida ou obediente

Não peço respeito e nem satisfação
O que peço é um pouco de compreensão
Desejo imaculado, desejo impróprio.

Me castigam ou me veneram?
E se eu sou o dono da perfeição? Não sei!
Mais para eles sou propriedade
Sou um carro, um barato
Sou todo em vão.

Porém nada na mão dos desejos,
Minha vontade é escassa
Minha vontade sagrada
E nos grandes sonhos de minha alma
Sou negado sem direito da fala.

Como gesto simbólico me calo
E me agacho, pois são meus donos
São meus mandos e a eles devo seguir.

Com a dor no coração eles são tudo,
São o chão, o ar, as águas e se juntarem
Esta sopa verão que são os meus pais.
Edmir Junior
Enviado por Edmir Junior em 31/08/2006
Reeditado em 07/09/2006
Código do texto: T229346
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmir Junior
Juripiranga - Paraíba - Brasil, 30 anos
83 textos (1735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:48)
Edmir Junior